segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Homenagens marcam último adeus ao ciclistas Beto Leão em santa Cruz do Capibaribe

Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)

Aconteceu na tarde desta segunda-feira, 07, em Santa Cruz do Capibaribe, o sepultamento do ciclista Beto Leão, falecido no último sábado (05) após um mal estar. Beto somou dezenas de títulos e encantou a muitos com o seu jeito de pedalar, sempre destemido e colecionador de troféus.

Aos 36 anos, o atleta teve o seu corpo velado no Clube Ypiranga, por onde passaram milhares de pessoas prestando as últimas homenagens. O mesmo já havia vencido competições como Brasileiro 2015 e 2017 na categoria Master, Campeão Norte/Nordeste e Brasil Ride realizado em Botucatu e que teve 24 horas de duração.

Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)

O resultado da causa da morte de Beto só será divulgado em cerca de 30 dias, porém existe a hipótese que o ciclista possa ter sofrido um agravante após um choque cardiogênico (quando o coração não consegue, por algum motivo, bombear corretamente o sangue para outros órgãos do corpo).

Centenas de ciclistas e praticantes amadores de esportes com bicicletas estiveram no velório acompanhando as últimas homenagens. Familiares e amigos receberam apoio do público que compareceu em peso para prestar as últimas homenagens ao vitorioso competidor.

Foto: Paulo Henrique (Agreg Imagem)

Beto foi sepultado no cemitério Pedro e Paulo da Rocha, no bairro São Miguel. Boa parte do cortejo fúnebre teve o silêncio quebrado pela narração do locutor de competições esportivas Carira Cross, bastante conhecido no Nordeste.

Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)

O ciclista deixou esposa e quatro filhos, sendo uma delas adotiva. Para ajudar os familiares os amigos organizaram um leilão de alguns de seus itens conquistados em competições por todo o Brasil. A ideia, segundo os organizadores, é conseguir dinheiro para que os familiares amenizem a lacuna deixada, já que o mesmo trabalhava também como costureiro para sustentar esposa e filhos.

Confira alguns momentos em vídeos:


Blog do Bruno Muniz

Fone 81 8235-7724 e peça a sua Pizza Org:  Geazir e Rose

Após período crítico – Toritama completa 30 dias sem registro de homicídios


Foto: Arquivo.

Uma das cidades mais violentas do interior de Pernambuco, o município de Toritama que ocupa a 9ª posição dentre as cidades com maior número de roubos e furtos em 2017, completa nesta terça-feira (08) um mês sem registro de assassinatos. O último crime de morte foi praticado no dia 8 de julho, tendo como vítima, Jefferson Mendonça da Silva (18 anos), morto a tiros de pistola no bairro Independente.

Os chamados Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) que vêm batendo todos os recordes negativos nos últimos anos, também cresceu gradativamente no município que em 2016 teve o pior índice de sua história com 46 crimes de morte, média de quase quatro homicídios por mês para um município com menos de 50 mil habitantes. Este ano, a cidade de Toritama contabiliza de janeiro a julho, 28 registros de assassinatos. A situação esteve mais crítica nos meses de fevereiro e maio, onde ocorreram 7 e 8 assassinatos, respectivamente.

Os números atuais aparecem na contramão da crise institucional instalada na segurança pública do estado. Recentemente, o sindicato dos policiais civis de Pernambuco (SINPOL) pediu ao Ministério Público do Estado, a interdição imediata da casa improvisada onde atualmente funciona a Delegacia de Polícia. No argumento, os sindicalistas citam as péssimas condições estruturais do local, infiltrações, mofo, rachaduras, teto comprometido, entre outras. Além disso, o contingente limitado de 9 agentes, que possuem apenas quatro coletes, é outra realidade enfrentada no município.

,
Com informações de Evandro Lins, correspondente do blog em Toritama

Blog do Ney Lima

Seu Gás acabou ligue (81) 8131-7065